Entrega de EPI


Você sabe quais são os principais erros na entrega de EPIs que geram a lavratura de autos de infração pelo auditor fiscal do trabalho?

• Não comprar o EPI em conformidade com o descrito no PPRA.

• Fornecer ou deixar empregados utilizarem EPIs vencidos, isto é, não verificar a validade do EPI no Certificado de Aprovação (CA). Essa verificação é realizada no site oficial do Ministério da Economia.

• Não preencher corretamente a ficha de entrega do EPI - é preciso descrever os detalhes do EPI em conformidade com o equipamento previsto no PPRA, informar sua data de entrega e coletar a assinatura do empregado.

• Não orientar, não treinar e não formalizar a ciência e o conhecimento do empregado sobre o uso, guarda e conservação do EPI.

• Não exigir e nem monitorar o uso correto do EPI durante a jornada integral. Em caso de ato de insubordinação, o empregador deve aplicar sanções disciplinares.

• Não substituir o EPI, de imediato, quando estiver danificado ou for extraviado.

É sabido que prevenção é sempre a melhor opção. Válido destacar que os EPIs não são a única medida de segurança a ser adotada pelas empresas.

1 visualização0 comentário